Media

Compra da Media Capital pela Ongoing inviabilizada por decisão da Concorrência

media-capital.jpg
A Autoridade da Concorrência opôs-se à compra pela Ongoing de até 35 por cento da Media Capital na sequência do parecer negativo dado pelo organismo regulador dos media, inviabilizando o negócio, divulgou hoje o grupo de media na CMVM.

domingo, 29 novembro -0001 23:23


"Nos termos do anúncio preliminar para os efeitos da oferta pública de aquisição de acções representativas do capital social da sociedade Media Capital, oportunamente divulgado em 29 de Setembro de 2009, o lançamento da oferta encontrava-se sujeito à não oposição da AdC, pelo que a referida oferta não poderá concretizar-se", refere a Ongoing num comunicado hoje divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) decidiu, no início de fevereiro, rejeitar o negócio enquanto a Ongoing não vendesse a sua participação na Impresa.

O parecer da ERC é vinculativo quando negativo, sendo que a Autoridade da Concorrência teve de chumbar o processo já que se passaram os 30 dias que tinha para se pronunciar sem que as condições impostas (a venda da participação na Impresa) se cumprissem.

Questionada pela Lusa fonte oficial da Ongoing escusou-se a avançar qualquer comentário, não tendo ainda sido possível falar com a Media Capital.

Os responsáveis da Ongoing já tinham, no entanto, contestado a obrigação de vender a sua participação na Impresa para poder comprar parte da Media Capital imposta pela ERC, garantindo à CMVM que isso prejudicou o negócio.

O grupo, que tem investido tanto em Portugal como em Angola e no Brasil, ia pagar cerca de 120 milhões de euros pela participação na dona da TVI.

O fim deste negócio entre a Ongoing e a Media Capital poderá representar o regresso de Miguel Pais do Amaral, já que o empresário - que há cinco

"Não excluo que possamos olhar para o dossier da Media Capital assim que ele estiver disponível. Se for interessante...", afirmou ao jornal i, remetendo uma eventual análise desta oportunidade de negócio para quando ela estiver disponível.

Pais do Amaral é sócio de sócio de Nicolas Berggruen, presidente executivo da empresa norte-americana Liberty Acquisition Holdings, com quem a Prisa fechou recentemente uma operação de venda de activos.

Fonte: Lusa

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing