Opinião

A Geração Z em Portugal - os nativos digitais

A Geração Z é a definição sociológica para a geração de pessoas nascidas entre 1995 e 2010, atualmente entre os 25 e 10 anos de idade. Em Portugal são cerca de 2.5 milhões, representando 25% da população. Nasceram num mundo digital que domina todas as ferramentas e tecnologias. Para a Geração Z, o conceito offline é desconhecido, pois está sempre online.

segunda-feira, 18 abril 2022 12:30
A Geração Z em Portugal - os nativos digitais

Diretores de marketing e de comunicação, fixem este nome:  Geração Z. Esta é geração que está a ditar as regras do mercado, interagindo de uma forma muito própria com as Instituições de poder e procurando sempre a colaboração e descentralização da comunicação. Não há espaço para hierarquias verticais e relações de submissão para a Geração Z, pois todos fazemos parte do mesmo planeta e temos de trabalhar em equipa.

Em 2021, uma pessoa entre os 10 e os 25 anos de idade é genuína nas suas causas e escolhas. Se aceitar trabalhar para uma marca, é porque acredita nos valores e missão da mesma. E quando há verdade, a comunicação expande e inspira a audiência. É crucial rever os planos de comunicação, de posicionamento e awareness da marca e adaptá-los à situação atual. Os meios de influência ganharam poder e alcance, e a marca que não entender isto irá ter maiores dificuldades a criar conteúdo fidedigno com a sua audiência.

É a Geração Z a que mais influencia, aquela que está mais atenta, pois está sempre online e ligada ao mundo. Não só sabe o que acontece ao seu redor, como no mundo inteiro. Tem consciência, mais que qualquer outra geração, que um comportamento gera outros comportamentos em cadeia, e o que fazemos no nosso ponto geográfico afeta outro ponto bem longínquo: animais e humanos.

Esta geração imprime através da sua defesa de causas sociais e do elevado sentido de justiça, um nível de exigência que o mercado até aqui nunca experienciou.

Estão ligados entre três a quatro horas por dia às redes sociais e tem o poder de seguir e deixar de seguir as marcas, Influenciadores ou Instituições. Querem que as marcas sejam claras a falar com elas e que não se baseiem em anúncios ilusórios que passam ideais de beleza que há muito deixaram de fazer sentido. Compram online e pagam online, não existe nenhum constrangimento para a realização da compra, a segurança é total.

Esta é a geração com mais sonhos adiados e mais inseguranças que existe nos últimos tempos: se por um lado a tecnologia é um dado adquirido, a segurança de poder sair de casa amanhã é colocada em causa devido a uma pandemia, que nos assombrou em 2020.

Toda esta vivencia traz consequências aos mais diversos níveis (emocionais, psicológicos e físicos) e nós, geração X temos de estar bem atentos.

O tempo de sonhos, de descobertas está em stand by com todos fechados em casa.

Esta geração está ansiosa e tem razões para isso. É da responsabilidade de todos nós não os colocarmos mais tempo em stand by e abrirmos as nossas empresas para estágios em teletrabalho ou na modalidade que for necessária. Aos adolescentes temos de os fazer acreditar que o amanhã existe e que tudo vai correr bem.

Os tempos atuais são desafiantes para todos: instituições, marcas e indivíduos. Os tempos que vivemos são incertos, com ansiedade e distanciamento social.

Hoje mais do que nunca, no ambiente digital, onde todos marcamos presença, onde todos interagimos com as marcas, é a Geração Z aquela que mais se destaca. Vamos todos prestar mais atenção aos seus hábitos, aos seus sonhos, causas e medos e frustrações. Todas as grandes crises no mundo são pontos de viragem e de oportunidade de se reescrever a história. 

Acreditamos que esta geração se vai superar e reinventar.

 

Ana Marques, diretora da Milenar

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

bt nl

2050.Briefing

O Outdoor Honesto

À Escolha do Consumidor

Edições Especiais

Assinatura Mensal
Edição MensalE-paper

Facebriefing